Explorar. Inspirar
Artigo 27 Jul 2021

COMO REVERTER OU MITIGAR CRISES DE REPUTAÇÃO EM ECOSSISTEMAS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS

Nesta terceira e penúltima entrega da série «Resiliência», debatemos o desafio que representa fazer face a crises de reputação num ambiente de enorme pressão, transparência e visceralidade, tal como o da comunicação pública que caracteriza as nossas sociedades pós-digitais. 

Fá-lo-emos a partir da atitude resiliente das marcas que enfrentam a realidade sem se resignarem e sem se vitimizarem, procurando formas de maximizar as oportunidades em contextos complexos e aproveitando os recursos oferecidos pela tecnologia a favor das posições que detêm, pois é esta a atitude necessária para superar os desafios reputacionais do nosso tempo.

Tmos de nos situar neste momento da verdade, no qual os riscos de reputação se materializam em forma de crise de comunicação. Quando ocorre algo que põe em causa a conduta de uma marca, a qual se submete ao juízo das expetativas dos grupos de interesse, sendo objeto de sentença reputacional, sob a forma de convicções partilhadas nas diversas plataformas de comunicação social.

Nos artigos anteriores, já verificámos que a melhor forma de enfrentar este momento de crise é antecipar e preparar com antecedência os riscos de reputação envolvidos, tendo identificado, avaliado e valorizado tanto o impacto que poderão ter quanto a probabilidade de ocorrerem, e tendo planeado e testado os cenários possíveis, bem como preparado as respostas mais eficazes para mitigar, evitar ou reverter os efeitos negativos.

No entanto, chegados à crise, tudo é posto em causa, quer os aspetos positivos quer os negativos.

DESCARREGAR
Iván Pino
Sócio e Diretor Sénior de Crises e Riscos
Jornalista, licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid. Tem um mestrado em Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa pela UNED-UJI, com 20 anos de experiência em Comunicação e Reputação Corporativa. Especializado em Comunicação Digital. É coautor do livro Claves del nuevo Marketing. Cómo sacarle partido a la Web 2.0 (2009, Gestión 2000), e editor do primeiro e-book em espanhol sobre comunicação corporativa nos meios sociais: Tu Plan de Comunicación en Internet. Paso a Paso (2008). Além disso, é conferencista e professor do Programa Executivo de Customer Experience Management na IE Business School, de Comunicação Corporativa e Institucional na Universidade Carlos III, e do Mestrado em Comunicação Corporativa e Publicitária da Universidade Complutense de Madrid.
Luis González
Director Sénior de Issues e Riscos Reputacionais
Com 20 anos de experiência profissional, já aconselhou mais de 70 processos de trabalho.Fez um percurso de especialização nos setores das infraestruturas, imobiliário, alimentação, saúde e indústria. Foi diretor das operações da LLYC no Chile (2014-2016) e em Portugal (2012). Antes de entrar na empresa, foi redator do Diario Médico, redator chefe das televisões locais Teletoledo e TV Guadalajara, e diretor de imprensa e de expansão da agência publicitária Tactics Europe. É licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid, e professor convidado em diversos mestrados de Comunicação Estratégica.
Luis Martín
Director de Deep Digital Business de LLYC
Com um diploma em Jornalismo e Comunicação Audiovisual pela Universidade San Pablo CEU (Madrid) e MBA em Gestão de Comunicação Empresarial pelo IESE / Universidade de Navarra. Há mais de 16 anos desenvolveu a sua carreira no Grupo COPE onde foi Diretor Adjunto de Notícias e Chefe da área Digital. Como CDO, especializou-se na criação e edição de conteúdo através de novos formatos e tecnologias em todos os canais digitais, bem como no desenvolvimento e aplicação de estratégias de distribuição. Na LLYC foi gestor de contas como Amazon, Repsol, Calidad Pascual, Unicaja ou Enagas.

Queremos colaborar consigo

Procura resolver um desafio?

Quer fazer parte da nossa equipa?

Quer que participemos no seu próximo evento?