Explorar. Inspirar
Artigo 19 Jan 2021

QUANDO A COMUNICAÇÃO DA SUSPENSÃO DO CONTRATO DE TRABALHO É CHAVE PARA A SOBREVIVÊNCIA DO NEGÓCIO

ERE (Expediente de Regulación de Empleo – Fundo de desemprego e despedimentos). Provavelmente, trata-se da decisão mais complicada para uma companhia, no entanto, estas três letras, por vezes, podem significar a única via de garantir a sobrevivência de uma empresa.

O simples facto de pôr em prática um processo de restruturação laboral não é sinónimo de continuidade de negócio assegurada.  É necessária uma boa gestão da comunicação do processo, tendo em conta as dificuldades que possam surgir e analisando em consciência cada um dos inúmeros fatores com peso no mesmo.

Já na preparação prévia à tomada da decisão se colocam questões relevantes que vão para além dos aspetos puramente legais. Anunciar a medida num momento inadequado, ignorar o contexto social ou não analisar o impacto que vai englobar o despedimento nos grupos de interesse da companhia pode acarretar problemas ao processo. Por exemplo, pode acontecer que a empresa receba críticas de outra companhia afetada por proximidade ou que as autoridades locais interfiram ou até que sejam prejudicadas as relações com investidores e clientes.

Durante a fase do processo de negociação, um episódio de conflito protagonizado pelos empregados, um problema de relações internas com os sindicatos ou um impacto reputacional negativo nos meios de comunicação ou ambientes digitais podem perturbar as negociações dificultando a consecução de um bom resultado. Uma adequada gestão destas contingências requer antecipação e estratégia antes do anúncio da medida.

Neste artigo pode encontrar alguns dos pontos essenciais para minimizar o impacto na continuidade e sustentabilidade do negócio quando se torna necessária a difícil decisão de um despedimento coletivo. Recomendações baseadas na experiência e conhecimento acumulado pelos especialistas da LLYC nos riscos de reputação de caráter laboral. Todas elas, a partir de uma abordagem da comunicação baseada no respeito, na humanização e na empatia.

Este artigo foi elaborado com o apoio de Lara Martín, Consultora da área de Litígios da LLYC.

DESCARREGAR
Luis González
Diretor da área de Talent Engagement da LLYC em Espanha
Com 20 anos de experiência profissional, já aconselhou mais de 70 processos de trabalho.Fez um percurso de especialização nos setores das infraestruturas, imobiliário, alimentação, saúde e indústria. Foi diretor das operações da LLYC no Chile (2014-2016) e em Portugal (2012). Antes de entrar na empresa, foi redator do Diario Médico, redator chefe das televisões locais Teletoledo e TV Guadalajara, e diretor de imprensa e de expansão da agência publicitária Tactics Europe. É licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid, e professor convidado em diversos mestrados de Comunicação Estratégica.
Queres saber mais?
Artigos
    Especialidades
    Profissionais

      Queremos colaborar consigo

      Procura resolver um desafio?

      Quer fazer parte da nossa equipa?

      Quer que participemos no seu próximo evento?